Revista Literária CNSA

Um olhar sobre da segunda metade da literatura do século XIX do alunos do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora

Resenha de Reinações de Narizinho de Monteiro Lobato

Por Larissa Monteiro

Escrito em 1931, por Monteiro Lobato,
Reinações de Narizinho foi a obra no qual começou a história do Sítio do Picapau
Amarelo. Nele, foram apresentados todos os personagens que são famosos até
hoje. Narizinho, Emília, Pedrinho, Visconde, Rabicó, Quindin, Anastácia, o
Burro Falante e entre outros personagens.

O livro é composto por várias histórias,
aventuras da turma do Sítio. E são separadas por capítulos. Algumas contam com
a ‘participação’ de personagens já conhecidos na época, como Branca de Neve e
Cinderela.

Os
personagens principais são, uma avó, dona do sítio e sua neta Narizinho, no
sítio também vive a empregada Anastácia, da etnia negra. A partir daí, todos os
outros personagens são imaginários, ou seja, não são pessoas ‘normais’ como,
por exemplo, Visconde de Sabugosa, um sabugo de milho que ganha vida nas mãos
de Anastácia e também por ter os livros como dormitório. Há também o Marquês de
Rabicó, um porco que diz ser nobre para encantar Emília. Ela é uma boneca de
pano feita por Anastácia. Narizinho é a sua companheira, a leva para todos os
lugares inclusive para o riacho do sítio, onde conhece um habitante das águas,
Príncipe das Águas Claras. Apaixonado, propõe Narizinho em casamento. Após um
tempo, Narizinho decide aceitar e leva consigo Emília. Então, pede para o
Príncipe leva-la para o médico das águas claras, Dr. Caramujo. Após dar pílulas
para Emília, a boneca começa a falar, ou seja, ganhou vida.


também outro personagem ‘humano’. Ele se chama Pedrinho, neto que não mora no
sítio e vai nas férias visitar a avó e se aventurar, já que na cidade há muita
modernização e a imaginação não é cultivada.

Além
dessa, também há outras aventuras, umas só voltadas para Pedrinho, por exemplo.

 

As
obras de Monteiro Lobato, apesar de serem voltadas ao público infantil, podem
agradar também pessoas de todas as idades.

A
realidade e a fantasia se misturam no livro, como a mente de uma criança,
imaginação sem fim, lugares que só são possíveis de chegar através da
imaginação. E esses lugares, esses personagens imaginários são levados pro
papel, com histórias e aventuras diferentes enfatizando também o folclore
brasileiro, alguns inclusive lembrando os do amazonas, como o Saci.

 

Pela
Rede Globo, foram produzidas duas versão do episódio Reinações de Narizinho, a
primeira em 1982, tendo como Narizinho interpretada por Daniele Rodrigues e
Emília por Reny de Oliveira.

A segunda
versão foi em 2001, Narizinho interpretada por Lara Rodrigues e Emília por
Isabelle Drummond.

Anúncios

Navegação de Post Único

Uma opinião sobre “Resenha de Reinações de Narizinho de Monteiro Lobato

  1. particulamente gosto muito dos livros do Monteiro Lobato , principalmente da forma com que ele relata seus personagens . Uma das principais caracteristicas das suas obras e a mistura da realidade com criaturas misticas , por este fato ele veio trazendo pra literatura brasileira uma nova forma de escrever e trouxe livros para todas as faixas etarias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: