Revista Literária CNSA

Um olhar sobre da segunda metade da literatura do século XIX do alunos do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora

Diálogo entre os poemas de Raimundo Correia e Alcides Werk

Diálogo dos poemas

 

Anoitecer – Raimundo Correia

 

Esbraseia o Ocidente na agonia

O sol… Aves em bandos destacados,

Por céus de ouro e púrpura raiados,

Fogem… Fecha-se a pálpebra do dia…

 

Delineiam-se além da serranja

Os vértices de chamas aureolados,

E em tudo, em torno, esbatem derramados

Uns tons suaves de melancolia.

 

Um mudo de vapores no ar flutua…

Como uma informe nódoa avulta e cresce

A sombra à proporção que a luz recua.

 

A natureza apática esmaece…

Pouco a pouco, entre as árvores, a lua

Surge trêmula, trêmula…. Anoitece.

 

Da Noite do Rio –  Alcides Werk

Nesta noite sem medida

eu todo banhado em sombras

fugi de casa, fugi

para o branco desta praia,

como se a aurora que busco

neste rio se afogou.

 

Preciso acordar o rio

que está cansado de viagens

para ver se me alivio

da morte que trago em mim

com falas de cobras-grandes

e de mortos pescadores

que fazem parte do rio

e estão assim como estou.

 

No céu repleto de nuvens

há nuvens cheias de chuva:

por que não chove? Quisera

molhar-me dentro da noite,

tremer de fome e de frio

por remissão de meus males

deixar meu corpo vazio

guardando o castelo inútil

e partir buscando a aurora

para que venha depressa

banhar as águas do rio

e minha face marcada

dos ventos com que lutei.

Comparação do que os Poetas e os poemas têm em comum

 

Sabemos que Raimundo Correia pertencia à escola literária Parnasianismo. E que como todo poeta parnasiano, ele exaltava a natureza, as formas estruturais na composição do poema, e as métricas rígidas. E ainda tinha o pessimismo marcado por desilusão dos sonhos que não podiam ser realizados.  A comparação será feita com um dos poemas de Alcides Werk, um poeta de identidade amazônica. Os poemas que serão comparados são:

  • ·         Anoitecer – Raimundo Correia
  • ·         Da noite do rio – Alcides Werk

 

Ambos tratam-se da natureza .O Anoitecer de Raimundo Correia, este poema tem como características do parnasianismo a perfeição formal, o uso de elementos da natureza, um rico vocabulário. Ele revela mais uma vez a sua fixação por fenômenos da natureza e pelo fluir do tempo, como na parte abaixo:

“Esbraseia o Ocidente na agonia

O sol…Aves em bandos destacados,

Por céus de oiro e de púrpura raiados,

Fogem… Fecha-se a pálpebra do dia . . .”

E o poema Da noite do rio de Alcides Werk, tambem trata-se da natureza . No caso o poeta tenta buscar uam maneira de fugir de todos os problemas que aconteçem .

Alcides tinha uma coisa em comum com Raimundo Correia também possuía excelente domínio de gramática e com muito gosto se dedicava ao trabalho de edição de livros, uma de suas mais importantes atividades.

Anúncios

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: